Aproveite sua consulta ao ginecologista

Para que você aproveite ao máximo sua consulta ginecológica, vou dar algumas dicas.

Uma das primeiras perguntas que o médico fará a você é sobre a sua menstruação. Procure recordar a data da última e dar também informações sobre a regularidade, dias de duração, intensidade do fluxo e presença ou não de dores, cólicas e outros sintomas acompanhantes. Anotar as datas sempre em sua agenda ajuda muito.

 
Seu passado ginecológico também é muito importante ser falado. Tratamentos mais importantes que já fez, procedimentos cirúrgicos, biópsias, diagnóstico de nódulos nas mamas ou cistos, alterações nos ovários e útero já diagnosticadas e história de doenças sexualmente transmissíveis anteriores e já tratadas. Não se esqueça de nada. Procure levar consigo os exames mais recentes que tenha feito (últimos seis meses mais ou menos) como exames de sangue, ultrassons e preventivos. Isso pode ajudar muito.
 
Nunca se esqueça de informar medicamentos que esteja tomando e outros tratamentos que esteja fazendo. Se forem manipulados, leve o frasco pra que se saiba quais medicamentos são esses. Eles podem interferir no diagnóstico e nos medicamentos que poderão ser prescritos nessa consulta. Informe também se você tem algum tipo de alergia a medicamentos que já tenha tomado.
 
Para aquelas que tenham vida sexual ativa, procurem consultar com três dias de abstinência sexual se pretendem fazer a coleta do Preventivo (Papanicolaou), para que seja colhida a maior quantidade possível de amostra de suas células sem outras secreções atrapalhando. Esse exame é tão importante e é colhido apenas uma vez por ano (a menos que o médico te indique uma periodicidade maior) e por isso deve ser muito bem colhido. Mulheres virgens não fazem Papanicolaou. Este exame só é feito pra mulheres que já iniciaram sua vida sexual e deve ser colhido anualmente mesmo que a mulher não esteja tendo vida sexual ativa no momento ou há muito tempo.
 
Nenhuma mulher NUNCA deve fazer ducha vaginal (interna), ou seja, lavar a vagina por dentro com nenhum tipo de substância, a menos que isso seja indicado por um médico que tenha te examinado. Esse tipo de conduta retira a defesa vaginal e a expõe a outros desequilíbrios da flora como corrimentos, irritações, coceiras e ardências causados por você mesma. Não confunda vagina com vulva. A vulva (parte externa) deve ser muito bem lavada e higienizada e a maneira como se faz isso o médico te orientará. Além dessa orientação, você também receberá orientações sobre o auto-exame das mamas, o vestuário adequado e mais saudável, conhecerá melhor seu corpo e como cuidar melhor dele e entenderá muitos sintomas que você tem e nem sabia o por quê.
 
Mais uma dica: procure anotar todas as perguntas que gostaria de fazer ao seu médico. Na hora da consulta, pode ser que o assunto tome outro rumo e você acabe se esquecendo de tirar suas dúvidas. Não tenha vergonha das perguntas. Muitas pessoas ficam guardando as dúvidas por um bom tempo por terem vergonha ou medo de ser uma dúvida boba. Nada disso. TODA dúvida deve ser esclarecida no melhor local possível, no consultório médico.
 
Aproveite bem sua consulta e saia de lá bem informada.