Você sabe tudo sobre o exame de PAPANICOLAOU?

Este tema, em que falarei sobre o exame ginecológico de prevenção do câncer do colo uterino, é sem dúvidas, um dos mais importantes da vida da mulher. Será que você já sabe tudo sobre Papanicolaou?


O médico que descobriu esse exame em 1940, se chama GEORGES PAPANICOLAOU e resolveu dar o seu nome. Como ele detecta lesões precursoras do câncer de colo de útero e vagina, passou a ser chamado também de PREVENTIVO. Mas ainda é conhecido também como citologia oncótica e esfregaço cervicovaginal. O Dr Georges colheu células do colo do útero e da vagina, colocou-as numa lâmina, corou-as com uma técnica especial e depois analisou-as no microscópio. Ele descobriu que algumas células apresentavam lesões que mais tarde se tornariam câncer. E com isso, pode interromper o curso da doença, destruindo as células alteradas na paciente salvando assim muitas e muitas mulheres. Cada vez mais o exame se difundiu entre os médicos de todo o mundo e nos últimos 50 anos a incidência e a mortalidade por câncer de colo uterino vêm diminuindo muito e por isso, a importância desse exame é indiscutível.

Tem baixo custo, é fácil e rápido de executar. Coloca-se um espéculo vaginal (bico de pato) e com uma espátula de madeira e uma escovinha, as células da vagina, do colo e do canal (dentro do colo) são coletadas e esfregadas em 2 lâminas de vidro, fixadas em álcool 90%.
Essas lâminas são enviadas a um laboratório de anatomopatologia. Portanto não é um laboratório de análises clínicas, que faz exames de sangue, urina e fezes. Esses exames são analisados por BIOQUÍMICOS. O estudo anatomopatológico é feito por MÉDICO PATOLOGISTA. É por isso que nós ginecologistas temos uma relação de confiança e um contato maior e freqüente com os médicos patologistas, pois eles precisam responder às nossas perguntas e suspeitas feitas no pedido do exame. Fazer um exame de preventivo é, não só confiar em quem colhe, mas também no patologista que analisa; e este é indicado pelo seu ginecologista.

Ele saberá pra onde mandar o seu exame e tem os seus motivos baseados numa relação de confiança e num histórico de experiências com exames anteriores.

QUEM DEVE FAZER O EXAME?
Todas as mulheres que já tiveram pelo menos uma relação sexual, mesmo que não estejam sexualmente ativas no momento. Mulheres virgens não precisam fazer preventivo.

COMO SE PREPARAR E QUAL A FREQUÊNCIA DA COLETA?
O papanicolaou deve ser realizado uma vez ao ano, ou no intervalo de tempo que o ginecologista indicar, dependendo dos resultados anteriores, da imunidade e dos hábitos de vida de cada mulher. Não se pode realizar duchas vaginais, nem colocação de cremes vaginais e nem ter relações sexuais três dias antes do exame. Tudo isso atrapalha a coleta e a interpretação do exame. Além disso, não se pode fazer o exame durante ou próximo a menstruação. O sangue menstrual coletado na lâmina, também atrapalha o exame. O ideal é esperar até uns 3 dias sem aqueles últimos restinhos. Aí sim. Você fará uma excelente coleta.

O QUE O EXAME ANALISA?

A coleta da secreção vaginal, das células vaginais, do colo do útero e do canal não previne somente o câncer. O papanicoloau é um dos exames mais completos em se tratando de colo do útero e vagina.
Ele oferecerá informações sobre:

* Se a amostra está satisfatória, com a presença de células da vagina, do colo e do canal. Quando está satisfatória é também porque não teve nada atrapalhando a interpretação da lâmina, como menstruação, esperma, sabão, cremes, etc.

* A flora de proteção se está presente, adequada ou não. Ela é composta por lactobacilos que vivem no ambiente vaginal como se fossem um grande exército defendendo a mulher de outros microorganismos nocivos. Esses lactobacilos também recebem o nome de bacilos de DOERDELEIN.

* A presença de micróbios que podem estar vivendo no ambiente vaginal, entre eles fungos, vírus, protozoários e bactérias patogênicas.

 

* A concentração de estrógenos (hormônios femininos) se está adequada ou não. A presença desse hormônio, deixa a vagina mais protegida, úmida, e com o pH adequado pra defender mais a mulher de infecções, irritações, ressecamentos e desconfortos na relação sexual.

*A presença de inflamação, que é a resposta do organismo frente a alguma situação de agressão contra ele. Muitas vezes, a paciente não está sentindo nenhum sintoma ainda. E já vai iniciar um tratamento adequado para nem chegar a sentir.

*A presença de células com alterações malígnas e nesse caso existem vários estágios: grau leve (NIC 1), grau moderado (NIC 2) e acentuado (NIC 3). Este último é o estágio mais inicial do câncer do colo do útero. NIC 1 e NIC 2 não são câncer e podem nem chegar a virar câncer, dependendo de vários fatores, da imunidade e hábitos de vida da mulher.

RESULTADOS:
.Classe I - Normal
.Classe II - Inflamação
.Classe III - NIC 1 e NIC 2

.Classe IV - NIC 3 ou Carcinoma “in situ”
.Classe V - Carcinoma invasor

Portanto, esse exame é completo, rápido, barato, indolor e INSUBSTITUÍVEL! Se você só pode fazer uma coisa por você mesma durante um ano, faça a coleta de seu preventivo, se cuide e previna contra as infecções vaginais. Além disso, faça o papel de propagadora dessas informações que aprendeu aqui e oriente outras mulheres a fazerem seus exames e a propagarem para mais outras mulheres. Assim, vamos numa corrente que vai crescendo de mulher pra mulher. Hoje em dia não há lugar pra vergonha, preguiça ou medo. Esse tempo já passou. A mulher atual é aquela que busca informação e está sempre antenada a tudo o que diz respeito ao seu corpo e à sua saúde.