Os mitos e verdades da gravidez. (Vamos rir um pouco?)

A fonte usada nessas respostas é do livro “BARRIGA REDONDA, BARRIGA PONTUDA” da escritora Ana Paula Brasil com Dr. Ricardo Pontes. Mas o texto é meu, viu gente? Essa escritora reuniu várias superstições, mitos e crendices sobre a gravidez, num livro muito gostosinho de ler, que recomendo pras grávidas. Li durante o voo de ida pras minhas férias de 2010 e grávida de 8 semanas. Ah, e fiz o marido ler também. Ele adorou.

 

1) ADIVINHAÇÕES SOBRE O SEXO DO BEBÊ:
 
*"Barriga redonda é menina e barriga pontuda é menino". Não existe qualquer relação entre o formato da barriga e o sexo do bebê. O formato da barriga é dado pela posição do feto dentro do útero. Barrigas mais redondas, podem significar que o feto esteja transverso (atravessado) e a pontuda que o feto esteja mais próximo da parede anterior do abdome materno. Fetos sentados, deixam a barriga mais alta e aqueles encaixadinhos (mais próximo do parto) deixam a barriga mais baixa. 
 
*"Enjoo com doce é menino. Com salgado, menina." A maioria das grávidas sente enjoos e até vômitos até o final do terceiro mês por causa da elevação dos hormônios. Algumas delas enjoam com doce, outras com salgado e outras com tudo!!!! Não é regra e isso não tem nada a ver com o sexo do bebê. 
 
*"Pele ruim e cabelo opaco é menino. O hormônio masculino maltrata muito a mãe." Independentemente o sexo do bebê a pele e os cabelos da grávida sofrem alterações. O aumento da progesterona pode provocar manchas, acnes e estrias e o cabelo ficar mais sedoso e volumoso, pois os hormônios masculinos da mãe são neutralizados pela progesterona diminuindo a queda dos fios. Na gravidez o cabelo mais cresce e pouco cai. A testosterona (hormônio masculino) do feto do sexo masculino entra em contato sim, com a corrente sanguínea da mãe, mas em quantidade muito pequena a qual não é suficiente pra provocar mudanças. 
 
*Aliança girando sobre a palma da mão. Essa é bem legal, né? Todo mundo faz. Até quem não está grávida. Se o movimento da aliança amarrada num barbante ou linha for redondo, é menina. Se o movimento da aliança for retilíneo é menino. Mas isso tem 0% de comprovação científica!!!! :( O que vale é a diversão!!! 
 
*Quando a linha escura da barriga é reta é menino. Quando é torta é menina." Essa não tem no livro. Eu estou passando minha experiência pra vocês. Existe uma pigmentação maior da linha média do abdome por causa dos hormônios da gravidez. Assim como também existe um escurecimento maior dos mamilos e dos pequenos lábios. Então, essa linha escura que forma na barriga pode ser reta ou fazer uma tortuosidade perto do umbigo. Mas isso não quer dizer que é por causa do sexo do bebê. 
 
*Almofada sobre uma colher e outra sobre o garfo. Essa é uma brincadeira em que se pede pra grávida sair da sala. Alguém esconde uma colher embaixo de uma almofada e um garfo embaixo de outra. Depois pede pra grávida escolher uma almofada e sentar. Se ela escolher a colher é menina e se escolher o garfo é menino. É só pra brincar mesmo. Não preciso nem falar que é uma crendice, né?
 
 2) OUTROS MITOS E VERDADES:
 
*"A barriga está pequena demais!" ou "A barriga está grande demais! Tem certeza que é só um?"  MInhas pacientes se queixam muito dos comentários que escutam dos outros. "Doutora, eu não aguento mais todo mundo falando que minha barriga tá pequena (ou grande)! Por que minha barriga está assim, doutora?" Daí, eu deito a paciente na posição certa pra se falar de um tamanho de barriga, meço o tamanho do útero e comparo com a idade gestacional e mostro pra ela que o tamanho da barriga dela e o desenvolvimento do feto estão normais. As barrigas das grávidas são diferentes. Umas tem mais flacidez da musculatura abdominal, mais gases, intestino mais lento, estomago mais dilatado e maior presença de gordura (tecido adiposo) embaixo da pele. Por isso, entendam que a barriga de vocês está normal (quando o seu médico medir e disser que está) e não ligue pro que as pessoas falam. Barrigas pequenas podem indicar atraso no crescimento fetal, pouco líquido, insuficiência placentária, gestantes tabagistas, etc. E barrigas muito grandes podem indicar gestação múltipla, excesso de líquido e diabete gestacional. Faça o seu pré-natal rigorosamente, deixe que seu médico avalie o tamanho da sua barriga e seja feliz.
 
*"Está com azia? O bebê vai nascer cabeludo!" Essa é clássica, né? Todo mundo fala e poucas pessoas se dão conta de que não há fundamento nenhum. A azia, muito comum na gravidez, ocorre por duas razões: o crescimento do útero que pressiona o estômago, fazendo com que os ácidos estomacais sofram refluxo pro esôfago, causando a azia. E a segunda razão é que a progesterona causa um relaxamento do esfíncter esofágico (uma válvula que se fecha pra evitar o refluxo de alimentos do estômago, ricos em ácidos, pro esôfago). Agora me respondam, o que isso tem a ver com os cachinhos que estão se formando no seu bebê? Comprovação científica: 0%! 
 
*"Se coçar a barriga vai ter estrias." As estrias, ocorrem porque nem sempre a produção de fibras e colágeno acompanha a rapidez do crescimento do útero. E aí as fibras se rompem, formando as danadinhas. O excesso de progesterona também contribui pra isso, como já falamos anteriormente. Nesse processo de aumento do volume uterino e maior expansão da pele, é comum surgirem coceiras. A pele coça porque está esticando e isso não significa que ela necessariamente fará estrias. Pode coçar, mas evite se machucar. 
 
 *"Se a grávida está com desejo de comer morango e não come, o bebê pode nascer com cara de morango." Gente, imaginem que gracinha um bebezinho com a cara da boneca moranguinho? Hahahahaha. Brincadeira. Mas esse mito também é um clássico e vale pra qualquer alimento que a grávida queira comer e não come. Grávidas são mais sensíveis, estão sofrendo mudanças hormonais terríveis, cheias de dúvidas e medos... Querem ser amparadas. O organismo tenta se equilibrar e por isso "pede" substâncias mais ácidas, mais doces, mas crocantes, mais pastosas... Elas também fazem experiências na tentativa de melhorar os enjoos. Mais uma vez, isso não tem nada a ver com o aspecto que o bebê vai nascer ou com manchas em forma de alimentos na pele do bebê e tantas outras coisas que ouvimos. Comprovação científica: 0%!!! 
 
*"Grávida tem que comer por dois." Parece incrível, mas ainda hoje em dia muita gente pensa assim. Principalmente as sogrinhas e vovós (nada contra elas... Adoro-as). Sempre que vem visitar a grávida ou recebe a visita delas, fazem TODOS os quitutes preferidos da filha ou nora e vem com a frase: "Olha, você tem que comer bem. Não pode passar vontade. É só um agradinho". Etc e etc... Lindo, né? E como vamos resistir? Impossível! Essa demonstração de carinho de vez em quando é muito bem-vinda. Mas cuidado grávidas!!! Não fiquem comendo todos os quitutes preferidos sempre. Calcule sempre as calorias e prefira comer de pouquinho em pouquinho a cada 3 ou 4 horas mais ou menos. Engordar demais na gravidez é prejudicial pra grávida e seu bebê pois aumentam os riscos de hipertensão e diabetes. É normal sentir mais fome na gravidez, afinal você está gerando outro ser. Mas ele não precisa da mesma quantidade de comida que você. Portanto não tem que comer por dois! GRÁVIDA NÃO PRECISA DE QUANTIDADE E SIM DE QUALIDADE!
 
*"Grávida não pode viajar de avião." Sim, mas depende da fase da gestação. Se ela estiver bem, pré-natal ok, poderá viajar até o final do sexto mês (até 28 semanas). A partir daí é desaconselhado e a empresa aérea vai pedir autorização do médico assistente por escrito. O problema do avião é a pressurização da aeronave que pode gerar desconforto circulatório, respiratório, aumentar a pressão corporal e até precipitar o parto. E depois vem a despressurização abrupta logo em seguida, o que pode gerar os mesmos desconfortos. Se não for caso de vida ou morte, não viaje!
 
*"Grávida sente mais calor." Sim, mas não é uma regra pra todas. O metabolismo da gestante trabalha em velocidade acima do normal e juntamente com as mudanças hormonais podem refletir em maior sensação de calor e transpiração. 
 
 *"Grávida não deve ir à sauna e nem tomar banho de banheira." Quanto à sauna, é verdade. A sauna aumenta muito a temperatura corporal e a transpiração. Isso causa desidratação, alterações da pressão e desconfortos respiratórios. Sobre a banheira é mito. Pode tomar sim, desde que não seja um banho escaldante e que não fique o dia inteiro lá dentro. 
 
 *"Grávidas soltam mais gases que o normal." Aposto que nunca ninguém contou isso pra você. Isso não é mito. É verdade. A progesterona causa relaxamento dos músculos digestivos e abdominais que causa um estufamento do abdome. É normal a gente ter o "estomago alto" como algumas falam. Ficamos com o abdome um pouco mais distendido. Isso também causa uma maior lentidão da digestão o que prejudica a ação das enzimas sobre os alimentos e aumenta a produção de gases. Há a necessidade de uma dieta especial, pra não aumentar mais ainda essa produção. Eu costumo orientar as minhas pacientes que se queixam disso a não tomar refrigerantes ou outras bebidas com gás, não exagerar no alho, cebola, feijão, muito carboidrato e aumentar a ingestão de fibras. Caminhadas pequenas diárias também ajudam.
 
 *"Grávida pode beber álcool." Gente do céu!!! Não pode nããããõ!!!!! Já escrevi sobre isso anteriormente. O álcool é teratogênico, ou seja, pode causar mal-formações fetais. Brinde o aniversário, o casamento de alguém, o réveillon e só!! Nada de beber além disso. 
São esses os mitos mais falados. Entre em contato comigo se esqueci de comentar algum aqui.